Chegando na Itália! Como foi a nossa viagem!

Se você tem nos acompanhado você viu que começamos nossa viagem em Buenos Aires – Argentina, após fomos à Montevideo, Colonia del Sacramento e Punta del Este no Uruguai.

No dia 09 de Setembro chegamos na Itália. Nosso voo partiu de Buenos Aires com direção à Milão. Foram 13 horas intermináveis de voo, essa foi a pior parte, voamos em um Boing 777 da Alitália, a classe econômica das companhias aéreas é muito apertada, a viagem se torna muito desconfortável, chegou uma hora em que parecia que nunca mais chegaríamos. O jeito era assistir filme, ouvir música e tentar achar o que fazer, dormir era quase impossível.

No aeroporto Ezeiza em Buenos Aires embarcando para Itália

Nosso avião – Boing 777 da Alitalia

Nós alegres antes de decolar (Não sabíamos o que estava por vir) kkk

Por do sol durante o voo

Quando bateu 7:30h da manhã o comandante anunciou o pouso bem sucedido em Roma e recebeu aplausos de todos os passageiros pelo belo trabalho de conduzir centenas de vidas de forma segura e responsável (Essa parte eu menciono pois sou fã da aviação e sempre quis ser piloto de avião, admiro muito essa profissão).

Desembarcamos do avião e já saímos correndo, nosso voo tinha escala em Roma para troca de aeronave, nosso destino final era Milão. No meio dos corredores saímos correndo com as malas de mão seguindo uma menina da Alitalia que estava organizando nosso embarque, pois o voo que viemos atrasou um pouco e chegamos em cima do horário para embarcar para Milão.

No meio da correria toda até tínhamos esquecido a temida imigração. Eu como sou metido sabia que deveríamos receber o carimbo no nosso passaporte, não só para colecionar carimbos (coisa que todo viajante gosta), mas também para confirmar residência de forma mais fácil aqui na Itália. Mas até aquele momento não tínhamos passado pela imigração e estávamos quase embarcando no avião, eu então puxei meu inglês pela primeira vez em solo italiano e pedi para moça que estava nos guiando se não tínhamos que passar pela imigração. Ela respondeu que não precisava. Achei estranho e como sou metido fui pedir de novo para ela, eu disse: “I am brazilian, I am not italian”. Daí então ela percebeu que éramos brasileiros, ela achava que éramos italianos ou europeus. Ela então disse para seguirmos ela. Enfim, chegamos na fila da imigração e lá estava um monte de pessoas esperando para receber seu maravilhoso carimbo ou então a negada de entrada na Itália. Sempre lemos muito e nos informamos que a imigração na Europa era rígida e que deveríamos ter tudo certinho para não sermos barrados e blá, blá, blá.

Na minha mochila eu tinha tudo o que era documento e mais um pouco, estávamos entrando como turistas, ainda não sou um cidadão italiano, então, sabíamos que poderia ser exigido todos os documentos. Eu possuía nossos passaportes tudo certo, passagens de volta, seguro viagem, comprovante de renda, comprovante de endereço do Brasil, comprovante de tudo mesmo, somos daquelas pessoas que preferem se prevenir a ter que correr atrás depois.

Voltando a fila da imigração, a menina da Alitalia mandou nós esperar ali, foi lá falou com um oficial da imigração e ele veio até nós. Passamos na frente de todo mundo. A hora que eu vi ele, um homem com barba bem feita e cara de bravo cheguei a dar uma tremida nas pernas, mesmo estando com tudo certo. Ele olhou para nós, pediu nossos passaportes, olhou a foto do passaporte e conferiu no estilo cara crachá, carimbou nossos passaportes, meteu um buongiorno e era isso.  Sim, essa foi a nossa imigração, eu havia lido que em Roma sempre foi tranquilo, mas não imaginei que tão tranquilo. Acho que o que ajudou foi nosso voo estar quase partindo, então agilizou todo o processo porque estávamos com pressa. Que bom, agora sim poderíamos respirar calmos e se sentir na Itália.

Passaporte carimbado em Roma após a temida imigração

A primeira impressão da Itália foi ainda no aeroporto esse de Roma, estávamos na fila para embarcar no avião que nos levaria para Milão e víamos homens e mulheres muito bem vestidos e cheirosos e acreditem, todos magros. Sim o povo aqui se cuida bastante, é muito difícil ver uma pessoa acima do peso.

Depois dessa primeira impressão, já pudemos ver que o povo italiano não é tão paciente, primeiro uma menina tropeçou na mala de um homem e ele olhou para ela com cara de – Vou te matar. Na mesma fila um senhor foi tirar satisfação com as atendentes da Alitalia porque o voo estava atrasado, ele falava alto e gesticulava, como um bom italiano, ele ficou muito bravo e realmente o voo atrasou um bom tempo, pois como nosso avião chegou atrasado de Buenos Aires, eles ainda estavam fazendo as trocas das nossas bagagens de um avião para o outro. (Nem precisávamos ter feito toda aquela correria).

Embarcamos e o voo durou uma hora, chegamos no aeroporto Linate em Milão e daí sim podemos começar a ver que estávamos na Europa.

Não sabíamos onde pegar as malas e pedimos informação para um segurança do aeroporto, falamos em inglês e ele entendeu tudo e nos deu a informação. Pegamos as malas e saímos do aeroporto em direção a um ônibus que fica bem na porta de saída e por 5 euros por pessoa te leva até a estação central de Milão. (De onde sai os trens).

Quando saí do aeroporto e vi todos aqueles taxis eu fiquei louco, era Mercedes, BMW, Audi, tudo carrão, isso eram os táxis, imagina os outros carros.

Entramos no ônibus esse e fomos até a Estação Central de Milão, no meio do caminho o que mais me chamou a atenção era realmente os carrões, muito carro bom e também o trânsito de Milão, onde a faixa para pedestres é respeitadíssima, se você colocou o pé na faixa eles vão parar para você atravessar.

Levamos em torno de 30 à 40 minutos para chegar na Estação Central. Descemos do ônibus e já fomos atacados por um Indiano, falando umas 5 línguas para ver de onde éramos, mas ele não falava português, então foi um inglês com espanhol e italiano junto. Ele pediu onde queríamos ir e já foi pegando nossas malas e colocando em um carrinho, eu disse que precisávamos um trem para Mantova. Ele disse que era para seguir ele. Ele nos levou até a bilheteria da Estação, compramos dois bilhetes de trem de Milão para Mantova, custou 11,50 euros cada. O Indiano ainda em posse de nossas malas nos largou na entrada onde se pega os trens e disse aqui é só vocês embarcar. Lógico que após essa frase ele ficou esperando o pagamento pelos serviços prestados, puxei do bolso 5 euros e dei para ele, ele me olhou com cara feia e disse “É 10 euros”, eu disse não, te dou 5 e acabou, então ele pegou os “cincão” e foi embora.

Quando eu me dei por conta de onde estávamos fiquei apavorado, a Estação Central de Milão é enorme, e você consegue ver todo o tipo de gente, quando digo todo é todo mesmo. Italianos, indianos, africanos, brasileiros, americanos, alemães, argentinos e muito mais. São espécies de mochileiros, turistas, trabalhadores de todos os tipos. Idosas com cabelo curto pintado e tatuagens, meninas de todos os estereótipos, rapazes de todas as tribos e assim por diante, a diversidade cultural era enorme, assim como o nosso choque ao ver tudo aquilo.

Tivemos que esperar duas horas para pegar nosso trem, enquanto isso saímos filmando toda a estação e comemos um Burguer King. Fomos no banheiro, onde se paga 1 euro para usar e vimos algumas lojinhas também.

Estação Central de Milão

Pessoal esperando para embarcar no trem na Estação em Milão

Painel com os horários dos trens

Quando foi 12:05h entramos no nosso trem, conferimos se era o certo que iria para Mantova e boa viagem. Os trens aqui na Europa são ótimos, tivemos uma viagem muito tranquila até Mantova. A viagem durou umas duas horas.

Assim é o sistema de trem na Itália

Dentro do trem, muito confortável

Chegamos em Mantova, a nossa cidade aqui na Itália aí por 14:30h. Estamos em Mantova, pois foi onde contratamos a assessoria para fazer o reconhecimento de minha cidadania italiana, assim que estiver tudo pronto vou fazer um artigo contando tudo para vocês sobre cidadania italiana e como consegui a minha.

Já em Mantova nosso assessor nos pegou na estação, aqui tem uma história engraçada. Ele estacionou o carro por 5 minutos em um local onde os taxis passavam, quando chegamos no carro o taxista começou a gritar e desceu do carro muito bravo. Não tivemos uma boa recepção, hehehhe, mas foi a única experiência ruim, depois eles sempre foram muito respeitosos e cordiais. Chegamos em seguida no nosso apartamento, agora sim estávamos prontos para começar a vida na Europa.

Cozinha do nosso Ap

Nossa sala

Indo para o mercado na rua do nosso apartamento em Mantova

Assim foi nossa chegada aqui na Itália! Fiquem ligados, nos próximos posts e vídeos vamos mostrar para vocês mais da Itália, as curiosidades e como estão sendo nossos primeiros dias aqui na Bota.

Obrigado por ler e por nos acompanhar.

 

Comentários

Comentários

Similar posts
  • Sair do Brasil é loucura? Por que par... O post de hoje vai falar sobre um assunto que é muito debatido principalmente entre familiares e amigos, quando alguma pessoa de dentro desse ciclo de relacionamento deseja sair do Brasil. Para alguns, quem vai viajar é “louco”, para outros, é a pessoa mais certa do planeta Terra. Afinal quem está certo? Sair do Brasil é [...]
  • E se tudo der errado na minha vida? No post de hoje eu vou dar uma dica valiosa de como tomar decisões importantes em sua vida e não se preocupar mais se tudo der errado. Desde que eu descobri esse método, minha vida e minhas decisões mudaram totalmente. Aqui pode estar a resposta para a sua pergunta. E se tudo der errado? Antes de [...]
  • Agora é a hora de você sair do Brasil... Com quantos anos você está agora? 18? 25? 30? 45? Você já pensou alguma vez em sair do Brasil e mudar de vida? Estamos em 2019 e parece que o tempo passa descontrolado como se não desse a mínima importância para nós e nossos sonhos. Ontem estávamos indo para escola, assistindo “Chaves”, brincando na rua [...]
  • Eurotrip! Como foi a nossa viagem de ... Olá viajantes, amigos e seguidores do Viajar para Viver. Sim, nós conseguimos! \\O// Fizemos a nossa viagem de 3 meses pela Europa e nesse post vamos fazer um breve resumo do nosso roteiro, onde ficamos, o que comemos, como nos locomovemos, o que levamos na bagagem, as ferramentas para programar uma Eurotrip e os custos da nossa [...]
  • Como estamos nos preparando para viaj... Sim, você está lendo certo! Aline e eu, estamos fazendo mais uma das nossas “loucuras”. Depois de largarmos nossa vida no Brasil, nos desfazermos de tudo o que tínhamos e vim morar em Londres para começar uma vida do zero, agora no dia 02 de Julho estaremos partindo em uma viagem de 3 meses pela [...]

Viajar para Viver no Youtube!

Conheça o nosso livro!

100conselhosparavivermaisemelhor 

Programe sua viagem com os nossos parceiros!

Booking.com